Depoimentos já feitos por Palocci comprometem Lula.

Delação deve ser homologada pelo juiz Moro em até duas semanas.

Paloci

              Os fatos abordados pelo ex-ministro da Fazendo Antonio Palocci na delação premiada firmada com a Polícia Federal (PF) reconstituem o esquema de corrupção na Petrobras, as relações das empreiteiras com políticos do PT e a forma como os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff se envolveram com negócios que deram prejuízo de cerca de R$ 42 bilhões à empresa, segundo estimativa da PF.

Palocci detalhou entregas de dinheiro vivo a Lula. O ex-ministro detalhou ocasiões em que foi pessoalmente levar pacotes ao ex-presidente e relacionou datas e valores entregues por um de seus principais assessores, Branislav Kontic, na sede do Instituto Lula. Segundo Palocci, os pagamentos a Lula, feitos nos últimos meses de 2010, quando ele se preparava para deixar o Planalto, chegavam a somar R$ 50 mil.

A defesa do petista negou as acusações. Em nota, Dilma afirmou que Palocci "mente para sair da cadeia". O juiz Sergio Moro deve homologar a delação em até duas semanas.

Fonte: O Globo.


  Os comentários postados aqui são de inteira responsabilidade de seus autores  

Publicidade

Vale Turismo
Spetus Bar
Oticas Quiroz
Drogaria Sao Luiz
Fan Fitness
Otica JM
Som Records
Parafuso
Drogaria Santa Terezinha
Radiosnet

Facebook

Contador de visitas

00409209
Seu IP: 54.81.254.212
22/07/2018 17:34