Sessão desta sexta feira (10) na Câmara Municipal de Santa Quitéria foi marcada por fortes discussões.

Projeto sobre a criação do Conselho Municipal de Segurança foi aprovado por unanimidade.

Votacao

Foto: Jarbas Freire.

              Aconteceu na noite desta sexta feira (10) a sessão ordinária na Câmara Municipal de Santa Quitéria, onde alguns assuntos importantes e polêmicos foram discutidos. Um dos Projetos que estava sendo aguardado pela sua aprovação, foi referente à criação do Conselho Municipal de Segurança para o município, assunto este, que foi amplamente discutido por comerciantes em uma reunião realizada na CDL, no ultimo dia (07). Após exigência da Superintendência do Banco do Brasil, teria que ser criado o referido Conselho, para ser levado ao conhecimento da mesma, e assim possam ver que o município está mais preparado do que antes, e os serviços da agência local possam voltar a acontecer normalmente. A vereadora Sônia Paiva (PSDB) em entrevista para a nossa reportagem, falou que o Conselho deverá ser formado por membros do executivo, legislativo e polícias.

              Segundo ainda a legisladora, esse projeto foi uma iniciativa do executivo: “A organização do mesmo será agilizada o quanto antes, a partir desta segunda.” Frisou. A líder do prefeito ainda na tribuna destacou o asfaltamento que aconteceu no município, disse também que o executivo busca conseguir calçamentos, tanto na sede como nos distritos. Outro projeto votado e aprovado foi à liberação de dez mil reais (R$10.000) de investimento na educação, tendo como justificativa, a ajuda de custo e despesas da pasta em atividades extras, não sendo informado segundo o vereador Manjado Timbó (PTB), se o recurso será liberado mensalmente ou anualmente, pois no projeto não tinha essa informação.

             Ouvido pela nossa reportagem na manhã deste sábado, o vereador de oposição Manjado Timbó (PTB) ainda destacou a importância da aprovação do Conselho Municipal de Segurança, mas ao mesmo tempo segundo o mesmo, existiu uma dúvida com relação à escolha dos membros, pois segundo para ele era preferível que houvesse a participação da sociedade civil na escolha dos membros. Manjado ainda lamentou a forma de como vem sendo administrada a cidade de Santa Quitéria, segundo ele, o atual prefeito não está nem aí para os munícipes. Destacando a falta de compromisso com a categoria dos professores, que estão desde o mês passado sem receber o terço de férias, tendo uma promessa por parte da secretária de que sairá nesta segunda feira (11). Outros direitos estão sendo negados, segundo a presidente do SINDPROSQ Regina Barros Veras.

            Um assunto levado à tribuna pelo vereador Viana (PMB) também levantou uma discussão, foi com relação ao abastecimento de água no distrito de Trapiá, onde as reclamações são constantes nos meios de comunicação. Segundo ele, o SISAR (Sistema Integral de Saneamento Rural) está sendo cotado para fazer o abastecimento do referido distrito com água tratada, sendo questionado por um de seus colegas, de que já aconteceram várias vezes essas discussões, mas o problema da água nunca foi resolvido na comunidade.

           O vereador Pedro do Sangradouro (PSDB) falou de promessas do governador do estado Camilo Santana, de reformar o Campo de Aviação do município e também de uma promessa antiga, que é a implantação de uma nova delegacia.

Repórter: Jarbas Freire.


  Os comentários postados aqui são de inteira responsabilidade de seus autores  

Publicidade

Spaco Vip
Exequiel Consertos
Vale Turismo
Oticas Quiroz
Fan Fitness
Som Records
Parafuso
Drogaria Santa Terezinha
Radiosnet

Facebook

Contador de visitas

00431157
Seu IP: 3.84.186.122
22/01/2019 03:27